14

Pode demorar.. mas a vitória sempre chega!

Hoje temos convidados super especiais, eu particularmente adorooo... É a Brenda e o Miguel do blog Eu sou a melhor mãe que posso ser!! Ela se tornou uma amiga muito querida, e tem uma família linda de viver!
Obrigada por dividir sua historia conosco Brenda, tenho certeza que vai ajudar muitas pessoas que estão passando por um momento tão delicado como o que vocês passaram.
Me acompanha em mais essa historia?

Pode demorar.. mas a vitória sempre chega!  




Após um momento difícil que passei, meu marido (que na época era namorado) e eu decidimos engravidar. Um bebê sempre é uma benção e precisávamos disso na nossa vida: uma vida nova, alegria e ESPERANÇA! Logo ficamos desanimados quando o médico disse que levaríamos de 1 a 2 anos para engravidarmos. Mas tudo bem, vamos tentar. Qual não foi nossa surpresa quando descobrimos que eu estava grávida logo no primeiro mês de tentativa. Que felicidade!! Já saí e comprei livros, revistas, pensei em decoração do quarto, nomes e enxoval! 
Contamos a notícia para todo mundo! Fui para a consulta ME SENTINDO! O médico me deu um livro sobre gestação e o cartão de pré-natal. Eu fiquei pensando: “Ai, que delícia. Imagina que chique: ‘Brenda, vamos sair?’ , ‘Ai, não dá! Tenho consulta de pré-natal hoje!’.”
Faltava uma semana para nos casarmos, aquela correria toda, altos preparativos. Numa bela manhã, acordei e fui ao banheiro e vi que estava com sangramento. Corremos para o hospital e não deu nada. O sangramento continuou e na mesma tarde fui ao consultório ver meu médico. Ele fez o ultrassom e disse: “Olha.. não tem batimento cardíaco, tá vendo?”. Fiz que sim com a cabeça e engoli seco. “Isso quer dizer que você perdeu o bebê..”. Olhei pro meu marido e ninguém disse nada. O médico disse que sentia muito, eu chorei demais e na mesma noite, fizemos uma curetagem e pronto. Quando estava a caminho do hospital, senti Deus falando comigo: “Não fica preocupada. Eu estou com você. Estou bem aqui.” O que pensei que seria desesperador para mim, foi até tranquilo. O duro era explicar para cada um que eu tinha perdido o bebê. Pensei em desistir do casamento mas tava muito em cima da hora e não desistimos. Outra parte difícil, onde os convidados chegavam: “Parabéns, que Deus abençoe o casamento de vocês e esse bebê lindo!” e faziam carinho na barriga e eu dava um sorriso amarelo, agradecia e saía.
Tudo bem. Bola pra frente, né? Mais uma bateria de exames, mudamos de médico e tentamos mais uma vez. Após 6 meses, na 1ª tentativa um negativo (que me fez chorar) e na 2ª tentativa: POSITIVO!!! Que delícia!!! Contamos para todo mundo de novo. E mais livros, mais nomes de novo! Marcamos um ultrassom e no dia do exame, o médico me perguntou se eu tinha feito algum tratamento pra fertilidade. Eu disse que tomei remédio para ovular só, aí ele: “É.. porque tem dois bebês aqui! São gêmeos idênticos.”  Meu queixo caiu. Olhei super feliz para o meu marido tipo: “ACREDITA?!” e foi aí que notei sua expressão séria olhando pro médico. Quando olhei pro médico, vi que ele também estava sério, com uma cara de interessado e disse: “Mas que curioso.. tem uma vesícula vitelínica para os dois bebês. Tinha que ter duas e era pra eu estar ouvindo os batimentos cardíacos já.. Bom, Brenda.. eles disputam nutrientes já que só tem uma vesícula para os 2. Ou um sobrevive e outro não... ou você já perdeu os bebês. Vamos esperar mais uma semana, em uma semana eles evoluem muito rápido. Às vezes não dá pra ouvir o batimento cardíaco porque eles estão muito pequenos pro tamanho gestacional, é normal porque são gêmeos. Volta semana que vem.”  Nosso mundo caiu. A gente não podia acreditar. Coloquei no meu coração que Deus sabia o que ia acontecer e tentei ao máximo não me preocupar. Assim que pisamos em casa, fiz uma cara pro meu marido de: “Que pena, né?” e ele encostou na parede e foi escorregando até o chão, chorando, se perguntando por que isso tinha que acontecer com a gente DE NOVO. Meu coração despedaçou ao ver aquela cena. Mesmo assim, pensei em 2 nomes pra meninas e 2 nomes pra meninos. Pensei comigo: “Se Jesus ressuscitou em 3 dias.. imagine o que pode acontecer em uma semana.” Voltamos e infelizmente nós tínhamos perdido os bebês. Esperamos 6 meses, tentamos de novo e mais um positivo!! Mais livros, revistas e nomes! Passei a gravidez INTEIRA com medo de perder. Inteira.  Meu marido, vendo toda minha preocupação, disse: “Amor, fica tranquila. Assim que eu peguei o exame, Deus falou comigo. Ele disse que é Ele quem está fazendo o bebê. Pra eu não me preocupar.” Isso me acalmava. Sempre que eu ficava preocupada de novo, procurava pensar nisso.
Os meses passaram VOANDO e chegou o dia do nascimento!! O medo foi embora? NÃO!!! O medo ficou até eu pegar todos os resultados do teste do pezinho, orelhinha e olhinho. Depois que tudo deu OK, eu respirei fundo, arregacei as mangas e comecei a viver a maternidade de maneira plena. Não foi da noite pro dia, foi no dia a dia.
Você pode se frustrar, chorar, se revoltar se perguntando: “POR QUE EU, MEU DEUS????” mas saiba que no final, VAI VALER A PENA. Sempre vale. Nada paga um sorriso sincero de um bebê. Nada contagia mais do que uma gargalhada de um bebê. Nada é melhor do que ter um filho. NADA.  Hoje, meu milagre, minha vitória..tem nome. Chama-se MIGUEL, tem 7 meses, 2 dentes e o sorriso mais lindo que eu já vi!!! Meu sonho foi realizado (é realizado a cada dia, a cada coisa nova que eu descubro com ele) e eu torço, do fundo do meu coração,  que a dor se amenize no coração das mães que um dia já perderam um bebê (sei como é difícil, é uma dor que não cicatriz, vez ou outra dói) e que todos os seus sonhos se realizam.
Quero agradecer a Aline pela oportunidade que me deu de poder compartilhar minha história e espero que todos que estejam passando por alguma dificuldade, tenham em mente uma frase do livro O Pequeno Príncipe, que diz: “É preciso que eu suporte duas o três larvas se eu quiser conhecer as borboletas.”

Grande beijo e fiquem com Deus!


Comentários
14 Comentários

14 comentários:

Mamãe Roberta Soares disse...

Meu Deus que história, to chorando aqui. Parabéns por não desistir. Filho é uma coisa inexplicável. Muita saúde pra vcs. Bjão meu e do meu Matheus que agora tem um ano!!!
http://matheusmeucoracao.blogspot.com.br/

Diário da mãe e da filha disse...

Brenda, sua história é linda!! Você é uma pessoa perseverante, não desistiu do seu sonho, lindo isso!!
Aline, muito legal a convidada de hoje

Beijos!

Andreia Cristina disse...

Que relato lindo Brenda! Não consigo imaginar a dor de perder um bebê...

Graças a Deus pela força que te Ele concedeu a você e por essa benção chamada Miguel!

Vanderléia Silva disse...

Glorificado seja o Senhor!
QUe benção;

Simone Freitas disse...

Que história emocionante!
Parabéns a família linda!
Deus sempre abençoe!

BJos

Recanto das Mamães Blogueiras disse...

Aline, que lindo o testemunho da Brenda...lindo mesmo!
Parabens Brenda, pelo Miguel! Parabéns pela persistência em busca do sonho de ser mãe!
Um beijo de toda Equipe Recanto

Anne kelly disse...

Que linda história Brenda!Eu não sabia nada sobre isso, me emocionei, assim como sempre me emociono com essas histórias lindas que a Aline posta aqui!!!!
O Milagre da gente sempre chega, a Bia também é uma prova que a hora que Deus quer que nosso sonho se realize não há doença, infertilidade, nada que acabe com isso, resta esperar na vontade dele e confiar!!beijos!!Para vcs meninas e para os bebês lindos, a Emilly e o Miguel...

Brenda Kayene disse...

Aline, foi uma honra ter participado!!!
Fico feliz que tenha gostado...

Beijos!!!

Murilo disse...

Poxa, eu me emociono sempre que leio sobre tudo isso que aconteceu com meus amigos.
Lembro e sei como foi difícil passar por tudo isso.
Mas eu sempre soube que Deus preparava algo muito especial!
E hoje nós temos a prova viva: MIGUELIN! :D Meu sobrinhooo!

Sinto saudades DEMAIS! De todos.

Cantinho das mamães Corujas disse...

Lindo!!!

Meriene Zamprogno disse...

Tambem pérdi um bebe, mas logo engravidei, Liam foi um milagre XD

Cristiane disse...

Realmente as vezes queremos a coisas como nós planejamos mas nem sempre dá certo. O momento certo é o de Deus. Adoro a Brenda e curto o blog dela. Cris

Cristina disse...

Obrigada amiga pela visita no meu cantinho.
Seu blog é lindo também e com certeza seremos boas amigas.
Claro que aceito participar vai ser uma honra.
bjos

Mirley Borges disse...

Que lindo... um filho é um amor inexplicável mesmo..
Adorei seu blog já estou seguindo... Abraços

http://tudoqueeusempresonhei.blogspot.com.br/